admin

Página 1 de 3123

Novo endereço

A C.R.A. – Centro de Reabilitação Auditiva abriu uma nova unidade.

Novo endereço:
Shopping Vila Mariana (antigo Multishopping)
Rua Pelotas, 83 Loja 306 Corredor G
Ao lado do SESC Vila Mariana

Telefone temporário 2

COMUNICADO

O número de telefone (11) 2528-2130 (NET) já está normalizado.
E o número (11) 99170-4151 (TIM) estará funcionando somente para emergências em horário comercial.

Há também um outro número: (11) 5082-1110 (vivo-fixo)

Telefone temporário

COMUNICADO

Estamos com problemas técnicos vindo de nossa operadora NET.
Um novo número está disponível temporariamente.
(11) 99170-4151

Desculpe pelo transtorno.

NOVO ENDEREÇO

COMUNICADO

Mudamos de endereço!
Agora estamos na Rua Tenente Gomes Ribeiro, 57 Cj. 43
A 200m do Shopping Metro Santa Cruz.
Vila Mariana – São Paulo – SP

Com infraestrutura comercial mais organizada e profissional.
Segurança e estacionamento no mesmo endereço.

Cuidados com o aparelho auditivo

Existem algumas recomendações que é muito importante para conservar o aparelho auditivo:
• Limpeza diária com a escovinha e uma flanela;
• Uso diário do desumidificador;
• Não esquecer a pilha dentro do aparelho auditivo, pois pode vazar e oxidar o circuito interno;
• Cuidado para não molhar (banho, piscina, entre outros);
• Cuidados com produtos de cabelos, maquiagens, pois podem entupir a entrada do microfone e o volume;
• Manter longe de crianças e animais;
• Deixar os reparos para um especialista;
• Usar sempre pilhas próprias para aparelhos auditivos, pois existem pilhas com a mesma numeração 10, 312, 13, 675, mas com voltagens diferentes;
• Manutenção anual.
Sempre que puder mante o aparelho auditivo para um especialista analisar e fazer os reparos necessários.

Sensibilidade Auditiva

Muitas pessoas acreditam que o fato delas serem muito sensíveis aos sons, não tem perda auditiva, mas as perda auditivas neurossensoriais trás como consequência a sensibilidade a sons mais altos, chamamos de recrutamento. Sons de baixa intensidade podem não ser percebidos normalmente, mas sons altos são percebidos com a mesma sensação de intensidade que uma orelha com audição normal.

Por este motivo que é muito importantes pessoas que necessitam de aparelhos auditivos fazerem o teste de recrutamento, para que o aparelho não cause desconforto nenhum.

Reabilitação Auditiva

O número de indivíduos acima de 65 anos de idade está crescendo, devido a um estilo de vida mais saudável. Por este motivo os profissionais da área de saúde tem que contemplar as necessidades de saúde em longo prazo da população idosa, sendo uma delas a reabilitação auditiva.

Geralmente a população mais idosa tem uma perda auditiva neurossensorial frequentemente do processo de envelhecimento.

Junto com a perda auditiva as pessoas com mais idade tem uma redução na função comunicativa, pois como ela não consegue ouvir e entender o que estão lhe falando, muitas vezes ficam acanhadas em ficar perguntando por várias vezes e acabam se afastando cada vez mais, e isso pode trazer sintomas de depressão. Por este motivo que se detectarmos precocemente a perda auditiva, evitaremos mais este transtorno.

O aparelho auditivo irá ajudar os idosos na comunicação. Atualmente com o avanço da tecnologia temos aparelhos auditivos cada vez mais fáceis de manusear e discretos.

A identificação e a intervenção precoce da perda auditiva são muito importantes para uma melhor adaptação da prótese auditiva.

Importância dos familiares e amigos na detecção da perda auditiva

O que percebemos hoje em dia é que cada vez mais cedo as pessoas estão perdendo a audição. O que antes era esperado por volta de 60 anos de idade, hoje a dificuldade de ouvir começa muitas vezes a aparecer em indivíduos mais jovens. Isso é resultado da poluição sonora que estamos expostos.
Com essa exposição contínua aos ruídos, a perda auditiva vai aumentando de forma progressiva e muitas vezes a pessoa não consegue perceber a evolução da perda auditiva. Na grande maioria de vezes, quem percebe que a pessoa esta com dificuldade de ouvir são os familiares e pessoas que convivem com o deficiente auditivo. Essas pessoas percebem que a pessoa com dificuldade auditiva começa a ter dificuldade de entender, pede para repetir frases, escuta TV muito alta e até mesmo se isolam para evitar situações que sabem que não vão ouvir bem, como em uma reunião de família ou mesmo em uma festa.
Com essa percepção, os familiares e amigos são normalmente as pessoas que insistem para o deficiente auditivo procurar ajuda e investir em um ou dois aparelhos auditivos.
O familiar passa a ter interesse em que a pessoa com dificuldade auditiva use aparelho auditivo, pois quer o bem da pessoa e que ela possa participar novamente da vida social. Também quer ter mais facilidade de se comunicar com o deficiente auditivo e evitar situações desconfortáveis como ter que pedir para a pessoa abaixar o volume da TV ou ter que ficar repetindo diversas vezes até que o deficiente auditivo entenda a frase.
No fim das contas, o uso do aparelho auditivo será vantajoso tanto para o usuário, que terá uma qualidade de vida melhor, como para os familiares e pessoas próximas, que irão ver o usuário de prótese auditiva se comunicando melhor e participando mais das conversas. Se você conhece alguém que apresenta sinais de dificuldade auditiva, procure um centro auditivo.



A importância dos familiares e amigos na adaptação do aparelho auditivo

Quando o deficiente auditivo começa a usar o aparelho auditivo, passa por algumas dificuldades de adaptação. O som que passa a ouvir é um som artificial e precisa adquirir algumas habilidades para usufruir melhor do aparelho auditivo.
Isso mesmo! O usuário de aparelho auditivo precisa se adaptar com a qualidade sonora nova, mas também precisa conhecer muito bem o seu aparelho para saber como usá-lo.
Quando a pessoa com dificuldade auditiva usa o aparelho auditivo, por mais que o mesmo amplifique e trate o som, para ter melhores resultados o usuário da prótese auditiva e as pessoas que convivem com ele precisam ter certas posturas e atitudes para facilitar o entendimento por parte do usuário.
O usuário de aparelho auditivo deve ter ciência de que possui um aparelho auditivo, mas que sua audição jamais voltará ao normal, por mais sofisticado que o aparelho seja. Por isso deve saber que para ouvir bem não basta apenas usar o aparelho auditivo, mas precisa saber se posicionar em relação a fonte sonora (procurando sempre ficar de frente para o som), precisa procurar ficar atento aos sons (principalmente a fala) e pedir que as pessoas falem mais devagar e em uma altura mediana.
Por outro lado, as pessoas que convivem com o usuário de aparelho auditivo, devem procurar falar sempre de frente, de forma bem articulada e em uma intensidade normal, sem gritar.
Todos esses fatores juntos facilitam muito a adaptação do aparelho auditivo.



Labirintite

A labirintite é uma doença que acomete o sistema vestibular, que tem total relação com o sistema auditivo. É causada por infecções, inflamações ou lesões nos labirintos que causam tontura, desequilíbrio, podendo ter náuseas, vômitos e zumbidos quando atingem o órgão do equilíbrio que são os canais semicirculares. Pode causar perda auditiva total ou parcial quando essas infecções, inflamações ou mesmo as lesões atingem o órgão da audição que se chama cóclea.
Por isso é muito comum uma pessoa que possui labirintite ter perda auditiva. Tendo esses sintomas o mais indicado é procurar um Otorrinolaringologista para uma melhor avaliação e tratamento.



Página 1 de 3123