Aparelhos auditivos

Especialista em aparelhos auditivos. Fique atento diariamente sobre artigos sobre aparelhos auditivos.

Página 2 de 212

Modelos e tecnologia de aparelhos auditivos

Existem muitos tipos de próteses auditivas com diversos recursos e tecnologias.
Levando em consideração o tamanho, os menores aparelhos auditivos são os micro canais (CIC) que ficam totalmente inseridas dentro do conduto auditivo. Um pouco maior que o CIC, temos o modelo intra canal (ITC) que ocupa o conduto auditivo e uma pequena parte da concha do ouvido. A diferença do modelo ITC para o CIC é que o ITC tem uma potência maior.

 

Também temos mais um modelo de aparelho interno que se chama intra auricular (ITE). Esse modelo de AASI preenche o conduto e toda concha auditiva, sendo bastante potente e equivalente ao modelo retro auricular (BTE) que fica atrás do ouvido e possuem um molde que fica inserido dentro do ouvido e conduz o som do aparelho externo ao ouvido.

 

Atualmente existe um novo modelo de aparelho auditivo, um mini BTE, que fica atrás do ouvido e possui um fio que conduz o som até um pequeno receptor que fica totalmente inserido dentro do canal auditivo. Apesar de ser externo, esse modelo de aparelho auditivo é muito discreto e dependendo da anatomia do ouvido fica mais discreto que o próprio CIC.

 

Apesar desses diversos modelos, existe um que deve ser específico para o seu tipo de perda e essa escolha é feita pela Fonoaudióloga de acordo com o resultado da audiometria e com as necessidades do paciente.
Os aparelhos auditivos também variam muito de tecnologia. Existem os analógicos se são basicamente amplificadores de som e os digitais que além de amplificar o som, também o filtra e o trata de acordo com as necessidades do deficiente auditivo.
A tecnologia e os recursos necessários para cada tipo de perda auditiva e para cada paciente é definida após a avaliação auditiva da Fonoaudióloga e uma conversa com o paciente para que o aparelho auditivo possa ter o melhor resultado possível.



Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI)

Todas as denominações a cima significam a mesma coisa. O aparelho auditivo é um sistema de amplificação e tratamento do som externo que é conduzido para o ouvido do deficiente auditivo. Existem muitos modelos, marcas, tecnologia e recursos que serão empregados de acordo com a perda auditiva e com as necessidades individuais do paciente.

Os aparelhos auditivos são usados com baterias e pilhas que podem durar de 5 dias até 1 mês dependendo do modelo do AASI.
Todos os modelos de aparelho auditivo amplificam o som, porém existem outros tratamentos dados ao som externo que fazem com que o som chegue mais limpo e claro para o usuário. Esses tratamentos do som são feitos por diversos tipos de recursos que um aparelho auditivo pode ter. Quanto mais recursos o aparelho tiver, melhor será sua qualidade sonora.
Os aparelhos auditivos podem ser digitais ou analógicos, sendo os últimos mais simples.



Adaptação do aparelho auditivo

A adaptação do aparelho auditivo não é instantânea e pode demorar meses para acontecer. A prótese auditiva é algo novo com o qual o seu corpo e o seu sistema auditivo terá que se acostumar.
No começo do uso do aparelho auditivo o usuário sente desconforto pois passa a ouvir muitos sons que não ouvia mais e também sons que sua memória auditiva esqueceu e que agora com o aparelho parecem ser sons estranhos e artificiais mas que com o uso e com o passar do tempo vai se acostumando.
Após o período de adaptação o paciente passa a notar melhora na audição e na compressão dependendo de cada organismo. Não é fácil o período de adaptação mas o paciente precisa ser positivo e retornar no centro auditivo para que a Fonoaudióloga através de ajustes e mesmo de treinamento auditivo possa ir o ajudando nessa fase mais complicada.
Muitas pessoas não conseguem passar dessa faze e abandonam os aparelhos auditivos com a desculpa que fazem muito barulho e que não conseguiram se adaptar e notar beneficio. Ora, para se ter o beneficio primeiro precisa passar pela fase de adaptação e durante essa faze deve contar com o apoio de familiares, da Fonoaudióloga e principalmente com o seu próprio apoio tendo paciência e força de vontade para que dê certo.


Cuidados básicos com o aparelho auditivo

A prótese auditiva é um aparelho eletrônico e por isso não pode entrar em contato com a água. Essa é uma das recomendações e cuidados mais importantes com o aparelho auditivo.
Outra preocupação é em relação à limpeza. Apesar de não poder ter contato com água, o aparelho deve ser limpo diariamente com um lenço de papel para que se retire o suor e a cera que possa ter restado no mesmo. A cera, ou cerumen, quando acumulada no aparelho auditivo, pode causar sérios danos ao mesmo.
Por ser um aparelho eletrônico delicado, o ideal é evitar quedas do aparelho auditivo.
Tomando esses cuidados, você poderá conservar o seu aparelho auditivo por muitos anos.



Aparelhos auditivos

Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI), prótese auditiva ou aparelho auditivo.

Todas as denominações a cima significam a mesma coisa. O aparelho auditivo é um sistema de amplificação e tratamento do som externo que é conduzido para o ouvido do deficiente auditivo. Existem muitos modelos, marcas, tecnologia e recursos que serão empregados de acordo com a perda auditiva e com as necessidades individuais do paciente.

Os aparelhos auditivos são usados com baterias e pilhas que podem durar de 5 dias até 1 mês dependendo do modelo do AASI.

Todos os modelos de aparelho auditivo amplificam o som, porém existem outros tratamentos dados ao som externo que fazem com que o som chegue mais limpo e claro para o usuário. Esses tratamentos do som são feitos por diversos tipos de recursos que um aparelho auditivo pode ter. Quanto mais recursos o aparelho tiver, melhor será sua qualidade sonora.

Os aparelhos auditivos podem ser digitais ou analógicos, sendo os últimos mais simples.




Página 2 de 212