aparelhos auditivos sp

Resistência ao uso do Aparelho Auditivo

Muitos fatores levam o deficiente auditivo a evitar ou retardar ao máximo o uso da prótese auditiva devido a preocupação com a estética e com o preço.
No caso da estética, a grande maioria das pessoas, acham que os Aparelhos Auditivos são grandes e muito visíveis como antigamente. Com o avanço da tecnologia, os aparelhos auditivos estão cada vez menores e mais eficientes, sendo que alguns modelos ficam praticamente invisíveis.
Com relação ao preço, hoje em dia os aparelhos auditivos estão mais resistentes, podendo durar por mais tempo, e com recursos que cada vez mais satisfazem o usuário nas suas necessidades diárias. Com isso, o valor investido na aquisição do aparelho auditivo, se for levado em conta o tempo (anos) de benefício que a pessoa terá com a prótese auditiva, tem uma relação custo X benefício bastante vantajosa para o usuário. Também deve-se levar em consideração a facilidade nas formas de pagamento.



10 causas da perda auditiva ou surdez

Existem muitos fatores genéticos e externos que podem causar uma deficiência auditiva. Mas enumeramos alguns, ou melhor, 10 fatores mais comuns que causam a dificuldade para ouvir.
1- Envelhecimento do sistema auditivo periférico e/ou central. Esse envelhecimento é um fator natural que acontece com os idosos e tem o nome de Presbiacusia.
2- Doenças genéticas, como a Otosclerose, que consiste no enrijecimento da cadeia ossicular, ou seja, a calcificação dos ossículos da audição.
3- Muitas pessoas, principalmente na infância, sofrem de infecções de ouvido constantes, ou melhor, otites recorrentes. Essas infecções no ouvido, quando não tratadas, afetam e prejudicam os órgãos da audição fazendo com que a pessoa perca a audição.
4- Hoje em dia, com o mundo barulhento que vivemos, o ruído, barulho, são fortes causadores de perda auditiva. Existe uma doença que se se chama PAIR, ou seja, perda auditiva induzida por ruído. Normalmente os indivíduos mais afetados são pessoas que trabalham expostos a muito barulho como metalúrgicos, pessoas que trabalhem com motores, máquinas e mesmo na rua com a exposição do barulho do transito. Também existe a questão de ouvir música alta, com fones de ouvidos e em uma intensidade muito grande. Com o tempo e a exposição contínua aos ruídos, as células do ouvido vão sendo lesadas e por isso é comum hoje em dia vermos pessoas cada vez mais jovens com perda auditiva e usando aparelhos de amplificação sonora individual (AASI), ou seja, aparelho auditivo.
5- O trauma acústico que acontece quando algum barulho ou ruído muito forte acontece perto do ouvido das pessoas e causa uma perda auditiva instantânea, lesando as células da audição. Um bom exemplo é o estourar de uma bomba ou mesmo o barulho de um tiro.
6- Uso de medicamentos que são considerados ototóxicos, ou seja, que prejudicam e causam lesões no sistema auditivo.
7- Meningite, que pode causar sequelas na audição.
8- Perfuração do tímpano, ou perfuração da membrana timpânica, que pode ocorrer devido a otites de repetição que acabam perfurando a membrana timpânica para eliminar secreções que estejam presentes no ouvido médio. A perfuração do tímpano também pode acontecer por meio de objetos introduzidos no ouvido que podem perfurar o tímpano e causar uma perda auditiva.
9- Doenças metabólicas, que afetam o metabolismo do corpo todo, inclusive do sistema auditivo. Uma das mais frequentes é a diabetes.
10- E por fim, alguns tumores benignos ou malignos.